Número de raios aumenta 150% no Sul de Minas neste verão, aponta levantamento

16.01.2020

São Sebastião do Paraíso é a cidade da região que mais recebeu descargas elétricas.

Aumentou o número de raios que atingiram as cidades do Sul de Minas neste verão, em comparação com o mesmo período do ano passado. São Sebastião do Paraíso (MG) é a cidade da região que mais recebeu descargas elétricas.

Os raios causam prejuízos na zona rural e na zona urbana. O pasto onde o produtor rural Eurípedes cria gado foi atingido por raios. Duas árvores foram destruídas. Mas só depois de alguns dias ele se deu conta que faltavam alguns animais.

"Fui procurar, não encontrei. Procurei novamente, encontrei debaixo de uma mangueira vários animais mortos", disse o produtor rural, Eurípedes Emídio de Souza.

Quatro vacas, um bezerro, o touro reprodutor do sítio e o cavalo preferido, foram todos mortos. O prejuízo chega a R$ 14 mil. Para o criador, os animais morreram por causa da descarga elétrica, embora a árvore onde se protegiam da chuva não tenha sofrido nenhum dano.

"Os animais não debateram para morrer, do jeito que eles estavam vivos, caíram, e não debateram nem nada", completou o produtor.

"Estava assistindo TV normal e começou a chuviscar. Aí eu falei, não tem necessidade de tirar da tomada, porque não vai acontecer nada. Aí de repente deu um clarão e o raio caiu, e aí minha televisão já desligou e não quis ligar mais", disse a dona de casa Vitória Cecília de Oliveira Ferreira, que teve o aparelho de televisão queimado pelo raio.

Um levantamento feito pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica do Inpe apontou que o número de raios que atingiu a cidade no período de 21 de dezembro a 12 de janeiro aumentou 152% de um ano para cá. Passou de 500 para 1.260. E é no verão que a incidência das descargas elétricas fica mais frequente.

São Sebastião do Paraíso é a recordista até agora no número de registros de raios entre as dez maiores da região. Passos vem em seguida com 930 ocorrências.

De acordo com o meteorologista do Cepagri, o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas aplicadas à agricultura, a região tem as condições favoráveis para a formação das descargas elétricas.

"Relevo favorável, abundância de rios e vegetação e sob condições de instabilidade, temos aí condições favoráveis para ocorrências de tempestades e descargas elétricas. É importante ficar atento a previsões do tempo, aos alertas e saber como se proteger em caso de descargas elétricas", disse o meteorologista Bruno Kabke Bainy.

Poços de Caldas também aparece no ranking com 745 registros e Lavras, com 525. Em Extrema, funcionários de um estacionamento filmavam a chuva que caía no dia 21 de dezembro quando foram surpreendidos com um raio. Não passou de um susto porque eles estavam protegidos da chuva.

Mas uma mulher não teve a mesma sorte e foi atingida por um raio em Boa Esperança no começo de dezembro. Alba Valeria da Silva teve 40% do corpo queimado e ainda está internada no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

Foto: Reprodução Internet

Compartilhar

Fonte - Reprodução G1 Sul de Minas Autor -

Solicitar Musica

UF

MG

  • AC

  • AL

  • AP

  • AM

  • BA

  • CE

  • DF

  • ES

  • GO

  • MA

  • MT

  • MS

  • MG

  • PA

  • PB

  • PR

  • PE

  • PI

  • RJ

  • RN

  • RS

  • RO

  • RR

  • SC

  • SP

  • SE

  • TO